Duetos na madrugada

29 de agosto de 2010

Ele sentando no sofá, violão em mãos. Quer tocar uma canção pra ela que o observa com o olhar apaixonado. Degustando uma caneca de café. Ele quer algo diferente, ficar marcado na vida dela. Não quer ser mais um. Ela só pensa em como aquilo poderia estar acontecendo. Acredita ser um sonho, quer se beliscar mas ao mesmo tempo teme acordar.

Ela pede uma canção. Matchbox 20. Aquela mesma de anos atrás. A música “deles”. Ele secretamente tinha aprendido pra poder tocar pra ela, mesmo sabendo que era altamente improvável. I think I already lost you. E a voz embargada dele ecoava pela sala. Ela fazia o dueto com sua voz melosa, apaixonada. Ela pensava que daria um video bonito dos dois, aquela cena de cinema. O apice do amor. Talvez teriam milhões de visitas no youtube. Mas a música era triste. I think I’m scared.

Era engraçado como essa música tinha significados diferentes pros dois. Pra ele era uma declaração de amor perfeita, tudo que ela poderia querer ouvir. Pra ela era uma forma de declarar seu medo daquilo tudo, a indecisão sobre os dois. I bet you need, more than you mind.

Ao final, um beijo apaixonado. Ela pede o violão. Quer cantar algo pra ele. It’s my time. Beach Boys sempre parece uma boa escolha pra ela. God Only knows what I be without you. Ele simplesmente não acredita. Ela parece chorar na canção.Ele se apaixona a cada palavra. Something in the way she moves ele resolve finalizar o dueto…

Então no meio do refrão, ele acorda assustado. Sozinho e com frio. Afinal como poderia ser real se ela está em outra cidade e ele ainda nem comprou o sofá da sala?

não sou eu, babe

25 de abril de 2010

Eu tava assistindo Johnny & June e prestei maior atenção a essa música. Diz muita coisa sobre mim, ou não. Sei lá. Descobri que a música é do Bob Dylan. Tem uma versão muito bonita no youtube da Joan Baez. Merece ser ouvida. Como eu sou chato e pretensioso acho que vocês não sabem nada de inglês vou botar a letra traduzida…o video tem legenda se quiserem cantar junto.

Não sou eu, Baby

Vá embora pela minha janela
Vá embora na velocidade que você quiser
Não sou quem você quer, baby
Não sou quem você precisa.
Você diz que está procurando por alguém
Que nunca seja fraco, mas sempre forte
Para proteger e defender você
Sempre que você esteja errada ou certa
Alguém para abrir toda e qualquer porta.

Mas não sou eu, baby
Não, não, não, não sou eu, baby
Não sou eu quem você está procurando.

Vá levemente pelos cantos, baby
Vá levemente pelo chão
Não sou quem você quer, baby
Eu sempre te farei mal.
Você diz que está procurando por alguém
Que prometa nunca te deixar
Alguém que feche seus olhos para você
Alguém que feche seu coração
Alguém que morra por você e mais.
Mas não sou eu, baby
Não, não, não, não sou eu, baby
Não sou eu quem você está procurando.

Você diz que está procurando por alguém
Para te conduzir toda vez que você cair
Para recolher flores constantemente
E para vir toda vez que você ligar
E vai te amar toda a vida
E nada mais.

Música da Semana #5

23 de abril de 2010

Sei lá…é uma lição de vida…vou colocar a letra em português só isso…

The Gambler – KEnny Rogers (minha versão é com Johnny Cash)

Numa tarde quente de Verão’, em um trem para lugar nenhum
Eu encontrei com o jogador.  Estávamos ambos muito cansados para dormir.
Então, nós revezamos olhares para fora da janela na escuridão.
Quando o tédio nos ultrapassou, ele começou a falar.

Ele disse: “Filho, eu levei a vida lendo o rosto das pessoas.
Sabendo as cartas que foram pela forma como moveram seus olhos.
Então, se você não se importa que eu estou dizendo, posso ver que você está fora dos trilhos,
Por um gole do seu uísque, eu vou lhe dar alguns conselhos. ”

Então, eu lhe entreguei a minha garrafa e bebeu a minha última gota.
Então ele sacou um cigarro e pediu-me fogo.
E a noite tem um silêncio mortal, e sua face perdeu toda a expressão.
Ele disse: “Se você vai jogar o jogo, garoto, você tem que aprender a jogar direito.”

Você tem que saber quando segurar, sabe quando soltar
Saber quando sair, saber quando correr.
Você nunca deve contar o seu dinheiro quando você está sentado na mesa.
Haverá tempo suficiente para contar quando o dealer acabar.

Cada jogador sabe que o segredo para sobreviver
É saber o que jogar fora e saber o que manter.
Porque toda mão é vencedora e toda mão é perdedora
E o melhor que você pode pedir é morrer em seu sono. ”

E quando ele terminou por falar, ele voltou para a janela,
Esmagando o seu cigarro e desapareceu para dormir.
E em algum lugar na escuridão, o jogador quebrou mesmo.
E em suas palavras finais, eu encontrei um às que eu poderia manter.

She

13 de abril de 2010

Se existe uma música que está na minha vida sem explicação alguma é essa. Na verdade, Green Day está na minha vida sem explicação.

Acho que o fato de estar trancado num mundo planejado pra mim seria uma variavel? Ou então em pensar em gritar até os ouvidos dos outros estourarem me fazem sentir bem ou talvez eu queira escutar os gritos até sangrar meus ouvidos. Mas e ela?

She
She screams in silence
A sullen riot penetrating through her mind
Waiting for a sign
To smash the silence with the brick of self-control

Are you locked up in a world
That’s been planned out for you
Are you feeling like a social tool without a use
Scream at me until my ears bleed
I’m taking heed just for you

She
She’s figured out
All her doubts were someone else’s point of view
Waking up this time
To smash the silence with the brick of self-control

Are you locked up in a world
That’s been planned out for you
Are you feeling like a social tool without a use
Scream at me until my ears bleed
I’m taking heed just for you

Are you locked up in a world
That’s been planned out for you
Are you feeling like a social tool without a use
Scream at me until my ears bleed
I’m taking heed just for you

Trilha Sonora da Vida

5 de abril de 2010

às vezes penso em músicas que eu ouvia há 10 anos. Como tudo fazia sentido. Como era legal ser quem eu era. (Hoje também acho legal ser eu). Mas as músicas eram importantes, tipo uma trilha sonora. O primeiro porre ao som de Nirvana, namorar no Bolichopp ouvindo Silverchair. Conversas pelo telefone madrugada a dentro ouvindo Pink Floyd. Alguém cantando “Last Kiss” do outro lado da linha.E Metallica? Unforgiven, realmente imperdoavel.

Pearl Jam. Devo créditos a uma ex-namorada que virou amiga por me apresentar essa banda. (Mas isso é outra história).

Lembrar como era Cantar “Don’t Look Back In Anger” nas aulas de Física no 3º ano ainda me fazem entristecer.  Lembro do dia que comprei “Fireworks” do Angra, ainda hoje sinto o cheiro de nuggets que mamãe fazia nessa epoca quando escuto. Alice In Chains unpplugged era tão bom que eu rodava a cidade toda dirigindo sem direção só pra ouvi-lo todo. E quando começava a tocar “Fear Of The Dark” 14okm/h era devagar. Sensacional.

Sentir o coração bater mais rápido. Ou então as lágrimas que escorriam quando ouvia R.E.M. de “It’s the End…” a “Everybody Hurts”…”Punk Rock Song” emendada de “American Jesus” faziam o meu quarto parecer um mundo intocável. Minha vida, meu filme.

E aí vinha Green Day. “When I Came Around”, “Basket Case”, “She” espancando meu cerebro. Caras e air guitars. Gritando até o pulmão cansar e a voz falhar. Porra, Dave Grohl, porra! Quantas vezes tu me fez melhor. Enquanto eu brigava com namorada, mãe, cachorro, papagaio e esmurrava as paredes e portas. (Era melhor que chutá-las, garanto)

Era uma época boa.

Que não volta mais…

Mas eu ainda posso lembrar!

diga a ela – nenhum de nós

6 de março de 2010

Nenhum de nós é uma banda muito subestimada. é simplesmente sensacional. Sou fã. E Essa música é muito boa tmb… fica a dica.!

Metallica – Show no Morumbi

25 de janeiro de 2010

Brincando com amigos no twitter, pensei qual seria o meu setlist ideal pro show de Sábado do Metallica no Morumbi.

Eu gosto de muita coisa antiga, mas muitas coisas novas também. Vamos contar que 5 músicas do novo Cd estariam no setlist.

Meu setlist ideal seria:

1 – One

2 – The Day That Never Comes*

3 – Fuel

4 – Enter Sandman

5 – My Apocalypse*

6 – The Memory Remais

7 – Sad But True

8 – Hero Of The Day

9 – The Unforgiven

10 – Nothing Else Matters

11 – The Judas Kiss*

12 – Cyanide*

13 – Holier Than Thou

14 – Master Of Puppets

15 – Wherever I May Roam

16 – St. Anger

17 – I Disappear

18 – Welcome Home

19 – Broken, Beat & Scarred*

20 – Seek And Destroy

Backspacer – Pearl Jam – review

14 de janeiro de 2010

Nono álbum de estúdio do Pearl Jam, Backspacer lançado em Setembro de 2009.

Abre já com velocidade com o rock de Vedder com  “Gonna See My Friend” que segundo o próprio autor trata da visita a um amigo que está se livrando das drogas.

“Got Some” segue a linha de trabalho já conhecida do baixista Jeff Ament e a letra trata de um vendedor de drogas que resolve fazer rock, mas mesmo assim ainda “consegue se você precisar”

O single “The Fixer” é uma música dos 3 restantes (Stone Gossard, Mike McCready e Matt Cameron) consegue tirar o máximo da voz e da capacidade do Vedder de escrever uma letra. Com um ritmo bem legal a letra é no melhor estilo, se tiver um problema dá pra resolver a letra fala de um resolvedor de problemas. E pra você não se preocupar que sempre temos uma solução. “If there’s no love, I wanna try to love again” ´´e um verso sensacional.

“Johnny Guitar” da parceria Cameron/Gossard. É uma “balada” new wave bem raivosinha que fala de um cara apaixonado por uma das mulheres da capa do disco de Johnny “Guitar” Watson.Com uma parte vocal que mais parece o latido de um cachorro. É uma boa música.

“Just Breathe” é, agora sim, uma baladinha Eddie Vedder. Sim, é uma canção de amor. Fala dos momentos que os amantes só querem estar lado a lado, sem fazer nada. só estar. Só respirar!

Dando continuidade a desaceleração “Amongst The Waves” mostra como o Gossard sabe compor músicas simples e excelentes. Eu acredito que essa fale da “fuga” dos pensamentos ruins quando se esta surfando. (Pra quem não sabe o Eddie tem como hobby o surf e é até bom nisso).

“Unthought Known” já pelo título se mostra interessante. Pode ser traduzido como “Impensado conhecido” ou algo do tipo. Continua a parte mais “lenta” do álbum. Se trata de uma letra que fala da psique humana. Vedder fez uma música linear com uma bateria curiosa, mas achei meio sem sal.

“Supersonic” acelera de novo. No melhor estilo Pearl Jam nos últimos anos. Se acha bem parecido com algo entre Yield e Binaural. Gossard consegue animar de novo o álbum. E o Vedder consegui transformá-la numa canção de amor à música. Muito boa.

De acordo com Vedder, “Speed of Sound” é uma canção tomadas a partir da perspectiva de um homem que ainda está sentado em um bar depois que todo mundo saiu, mas acrescentou que, embora a canção é triste, tornou-se mais “confiante” quando jogado com toda a banda . Ela novamente “desacelera”.

Em “Force of Nature”, McCready mostra a sua cara fazendo uma música ao seu estilo. E a letra do Ed trata da força de uma pessoa só nos relacionamentos e como essa força consegue suplantar os erros da outra pessoa.

“The End” encerra com o que seria uma “música de amor que ainda dói”. E realmente, é pra doer essa música. Encerrando com chave de ouro.

Em resumo, o álbum mostra um PJ mais maduro, menos raivoso. Até da pra dizer POP. Com apenas 37minutos de duração.

Apesar de eu ser fã, podem ouvi-lo que é garantido. Muito bom. O melhor desde “Yield”.

Música da Semana

31 de dezembro de 2009

Soon Forget

Pearl Jam

Sorry is the fool who trades his soul for a corvette.
Thinks he’ll get the girl he’ll only get the mechanic.
What’s missing? He’s living a day he’ll soon forget.

That’s one more time around. The sun is going down.
The moon is out but he’s drunk and shouting.
Putting people down. He’s pissing. He’s living a day he’ll soon forget.

Counts his money every morning. The only thing that keeps him horny.
Locked in a giant house that’s alarming.
The townsfolk they all laugh.

Sorry is the fool who trades his love for hi-rise rent.
Seems the more you make equals the loneliness you get.
And it’s fitting. He’s barely living a day he’ll soon forget.

That’s one more time around and there is not a sound.
He’s lying dead clutching Benjamins. Never put the money down.
He’s stiffening. We’re all whistling a man we’ll soon forget.

Além de ter uma letra sensacional, o Eddie Vedder usa um instrumento chamado Ukelele. Essa música é do álbum BINAURAL. Que não é tão legal assim, mas ainda sim tem algumas músicas ótimas. Cito: “Thin Air” – “Nothing As Is Seems” e “Breakerfall” além da que consta acima.

O ukulele ou ukelele é um instrumento musical semelhante a um violão, mas menor. Tem apenas 4 cordas afinadas em lá, mi, dó e sol. O ukulele, também muitas vezes chamado erroneamente de guitarra havaiana, tem origem em dois instrumentos tradicionais da Ilha da Madeira. O machete madeirense e o rajão que foram levados pelos madeirenses quando estes emigraram para o Havaí.

Ukelele significa “pulga saltadora” no idioma havaiano.

TOP 5 – Cultura Inútil

27 de novembro de 2009

Lendo alguns blogs, conversando com amigos eu pensei em fazer esse post sobre TOP 5. Além disso, eu já li Alta Fidelidade que é praticamente sobre top 5’s. Aí resolvi consultar meus arquivos e vi algumas listas que eu já tinha feito.

TOP 5

Atrizes

1 – Rachel McAdams

2 – Jennifer Connely

3 – Eva Mendes

4 – Kate Beckinsale

5 – Paz Vega

Jogadores de Futebol (1991-2009)

1 – Zidane

2 – Edmundo

3 – Batistuta

4 – M. Laudrup

5 – Robinho

Bandas

1 – Pearl Jam

2 – Foo Fighters

3 – The Beatles

4 – Weezer

5 – The Who

Livros

1 – O Lobo Atrás do Espelho – Fausto Wolff

2 – Trilogia Crônicas de Arthur – Bernard Cornwell

3 – Senhor dos Anéis – Tolkien

4 – Alta Fidelidade – Nick Hornby

5 – Dia do Curinga – Jostein Gaarder

Filmes

1 – Se7en

2 – Wall-E

3 – À Espera de um Milagre

4 – Forrest Gump

5 – Coração Valente

Super-heróis

1 – Thor

2 – Gambit

3 – Pantera Negra

4 – Homem Aranha

5 – Surfista Prateado

Buscando em blogs e google algumas listas e resolvi fazer a minha versão delas…em posts futuros

ps. nem assisto CQC.

%d blogueiros gostam disto: