27 de abril de 2010

Já que fiz textos pra todo mundo, por que não fazer um pra ela? A pessoa que mais me apoia em todos os momentos da vida. Em tudo. Que sempre me deu puxões de orelha, que sempre soube dizer o que eu precisava e devia ouvir. Te amo, vó!

Abri os olhos e encontrei seu sorriso

E nos teus braços eu pude crescer

Sempre me dando tudo que preciso

Me ensinando a viver

Horas a fio

Uma sopa de verduras

Vários vidros de soro

A minha cura

A sua mão gelada segurando a minha

Como se eu fosse um bebê

Me buscar na escola

E nunca me esquecer

Tantas tardes, tantos dias

Minha vida inteira

Tantas estórias engraçadas

Era só brincadeira

Um velho jogo de baralho

Algumas jogadas e estou vulnerável

Numa canastra de duzentos

Saber que és insuperável

Pode falar quantas pílulas quiser

Até seus erros na agenda de telefone

Sempre vou te ouvir quando disser

Que é pro meu próprio bem

Agora tantos anos, tantos Natais

Parece tão pouco pra mim

Se pareço estar distante

Não me culpa, às vezes é assim

Eu virei um homem, vovó

E devo muito a você

Fazendo de mim alguém melhor

Nem sei como agradecer

Eu não vou mais quebrar nada

Eu prometo ficar quieto

Se prometeres ficar pra sempre

Do meu lado.

Eu só posso dizer TE AMO

Agradecer por cada segundo

Parabéns e obrigado

Por fazer parte do meu mundo

*dia das mães está bem aí e vou poder dar um abraço apertado e mil beijos na minha gordinha *

Música da Semana #5

23 de abril de 2010

Sei lá…é uma lição de vida…vou colocar a letra em português só isso…

The Gambler – KEnny Rogers (minha versão é com Johnny Cash)

Numa tarde quente de Verão’, em um trem para lugar nenhum
Eu encontrei com o jogador.  Estávamos ambos muito cansados para dormir.
Então, nós revezamos olhares para fora da janela na escuridão.
Quando o tédio nos ultrapassou, ele começou a falar.

Ele disse: “Filho, eu levei a vida lendo o rosto das pessoas.
Sabendo as cartas que foram pela forma como moveram seus olhos.
Então, se você não se importa que eu estou dizendo, posso ver que você está fora dos trilhos,
Por um gole do seu uísque, eu vou lhe dar alguns conselhos. ”

Então, eu lhe entreguei a minha garrafa e bebeu a minha última gota.
Então ele sacou um cigarro e pediu-me fogo.
E a noite tem um silêncio mortal, e sua face perdeu toda a expressão.
Ele disse: “Se você vai jogar o jogo, garoto, você tem que aprender a jogar direito.”

Você tem que saber quando segurar, sabe quando soltar
Saber quando sair, saber quando correr.
Você nunca deve contar o seu dinheiro quando você está sentado na mesa.
Haverá tempo suficiente para contar quando o dealer acabar.

Cada jogador sabe que o segredo para sobreviver
É saber o que jogar fora e saber o que manter.
Porque toda mão é vencedora e toda mão é perdedora
E o melhor que você pode pedir é morrer em seu sono. ”

E quando ele terminou por falar, ele voltou para a janela,
Esmagando o seu cigarro e desapareceu para dormir.
E em algum lugar na escuridão, o jogador quebrou mesmo.
E em suas palavras finais, eu encontrei um às que eu poderia manter.

%d blogueiros gostam disto: