Spoiler da vida real

14 de dezembro de 2010

esse sou eu...@gdinamite, prazer!

Encostado em um sofá qualquer dessa paulicéia que me venderam como desvairada, a capital por direito do país está sob meus pés. Aqui não tenho a areia branca das bandas de lá, não tenho medo, fome, juízo: vou vivendo com abraços Nissin Miojo que após 3 minutos de fervura são suficientes para matar minha fome de algo que nem sei o que é.

Às vezes o telefone agarra-me de sobressalto e fico na dúvida se atendo com essa voz trêmula ou  fico ouvindo a melodia do toque polifônico. Quando decido atender, a ligação cai. Então passo o resto do dia lamentando o que podia ter sido e não foi. Aprendi uma palavra nova e acho que ela encaixa-se aí: UCRONIA. Pensei que fosse pornografia, mas é apenas isso de algo que podia ter sido diferente… Maluquice essas coisas!

Ah, pronto, agora que comecei a pensar, desatino n’um sem fim de mistura de todos os personagens que vi e li nos últimos tempos. Nos antigos também. Quem sabe entrei em um labirinto sem novelo de lã e todo o problema está porque não sei quem é meu minotauro. Talvez eu mesmo, talvez você…

Mas não preciso mais da linearidade. Quem precisa de linearidade nos dias de hoje? Nem de bondade eu preciso, quanto mais… Com um papel e caneta eu sou capaz de te reconstruir de forma que nem Pitanguy conseguiria. Aposte suas fichas em mim e o que acontece em Vegas , fica em Vegas, baby.

Pena que meus cassinos interiores nem sempre têm mil lâmpadas de neon. Por isso encolho-me e fico esperando eu acordar com capa queratinizada, antenas e asas. Um dia algum autor perceberá que sou uma barata gigante na tua vida. Poxa, por que não pode ser logo? Se quer me amar, ame agora!

Anúncios

Marvel 1602 – Neil Gaiman

9 de fevereiro de 2010

Bem, nessa minha última viagem a São Paulo eu comprei vários livros e Dvd’s. Mas um em especial foi esse MARVEL 1602 de Neil Gaiman. Quem me conhece sabe que gosto muito de HQ’s e principalmente da Marvel.

Ultimamente um amigo meu vinha me falando da série SANDMAN do mesmo autor e fui me interessando pelo trabalho dele. Em pesquisa na Internet, encontrei essa série.

Marvel 1602 é uma mini-série da Marvel Comics em oito edições, que foi escrita por Neil Gaiman, desenhada por Andy Kubert e arte-finalizada digitalmente por Richard Isanove. Scott McKowen fez as capas. A série foi publicada no Brasil pela Panini comics. (WIKIPEDIA)

Gaiman foi convidado a escrever uma história para a Marvel, mas segundo o próprio, ele queria fazer algo diferente e então teve a idéia de transplantar o universo marvel para a Inglaterra de 1602. Sem as tecnologias e tudo mais que o presente oferece.

Os personagens principais são Nick Fury (Chefe da Inteligência) e Dr. Estranho (Mestre das Artes Ocultas ou simplesmente médico da Rainha). Outra incrível sacada do autor foi colocar o Peter Parker (Homem-Aranha), um dos mais famosos personagens da companhia, como um mero pajem do Fury.

O personagem mais interessante ao meu ver é o Matt Murdock (Demolidor) que é um espião (caçador de recompensas) que se finge de cantor. Muito bom. Além do Magneto que primeiro é um Inquisidor que mata apenas os mutantes com aparência repugnante.

O Quarteto Fantástico são espécies de celebridades que sumiram de repente. O povo canta canções em sua homenagem, dizem que se eles estivessem vivos ainda, tudo seria melhor. (Na verdade, estão aprisionadas no castelo do Dr. Destino)

Não vou contar muito da história para não perder a graça, mas o importante é: A Rainha está fraca e teme pelo fim do mundo, pois o clima começa a mudar estranhamente…ao mesmo tempo vem vindo da recém colonizada América uma menina (a primeira nascida na colônia) e o seu guarda-costas índio. Um objeto muito importante e poderoso vem vindo de Jerusalém. E vários atentados ocorrem e por fim, a rainha morre. O afeminado James VI da Escócia assume o trono e persegue os mutantes (sanguebruxos) do Professor Xavier. Os famosos X-men tem uma participação discreta, mas importante.

A saga segue prendendo muito bem o leitor, com desenhos que exprimem perfeitamente o momento. Sensacional. Até um Hulk surge no fim da história.

Iceman - Ciclope - Fera - Arcanjo - Jean Grey (X-MEN)

Quem me conhece sabe ainda que sou fã do Thor e ele tem participação nessa história também. Vou deixar aqui a descrição do personagem:

Donal, o Idoso, um cavaleiro templário, que teve a incubência de trazer o “Tesouro dos Templários” para Sir Nicholas. Ficou-se sabendo que era o martelo Mjolnir, disfarçado como um simples bastão de andar. Apesar de achar que fosse blasfêmia, Donal foi forçado a usar o martelo para ser transformado no deus pagão Thor. Ele é a versão desse mundo para Donald Blake, também conhecido como o Poderoso Thor, e também é identificado como o mentor do Dr. Estranho, the Ancient One da Marvel (estritamente falando, enquanto o Thor do Universo Marvel tinha padrões de fala Shakespearianos, a versão de 1602 fala em versos Anglo-Saxões aliterativos. O estilo de caligrafia que compunham os balões de fala é substituído para letras que se assemelham às runas).

Demolidor

Metallica – Show no Morumbi

25 de janeiro de 2010

Brincando com amigos no twitter, pensei qual seria o meu setlist ideal pro show de Sábado do Metallica no Morumbi.

Eu gosto de muita coisa antiga, mas muitas coisas novas também. Vamos contar que 5 músicas do novo Cd estariam no setlist.

Meu setlist ideal seria:

1 – One

2 – The Day That Never Comes*

3 – Fuel

4 – Enter Sandman

5 – My Apocalypse*

6 – The Memory Remais

7 – Sad But True

8 – Hero Of The Day

9 – The Unforgiven

10 – Nothing Else Matters

11 – The Judas Kiss*

12 – Cyanide*

13 – Holier Than Thou

14 – Master Of Puppets

15 – Wherever I May Roam

16 – St. Anger

17 – I Disappear

18 – Welcome Home

19 – Broken, Beat & Scarred*

20 – Seek And Destroy

%d blogueiros gostam disto: