Lateral

9 de abril de 2011

O arremesso lateral é a parte mais relegada do jogo de futebol. Ninguém liga pra ele. Eu nunca vi alguém aplaudir o lateral bem cobrado, nem comentar a forma com que o camisa 6 pega a bola no chão e corre para a cobrança.

Muitas vezes o lance passa despercebido pra quem está na arquibancada ou mesmo sentado em casa com uma latinha de cerveja apoiada no braço do sofá. Mas pra ela era algo realmente interessante.

Ela me ensinou tudo sobre o arremesso lateral, como deve ser feito o movimento para que não haja reversão ou qualquer controvérsia. Comparou com uma dança na qual o lateral não pode tirar o pé do chão e deve passar a bola do alto da cabeça num movimento delicado, perfeito. Descreveu tudo assim pra mim, enquanto eu desistia da minha cerveja. Ninguém pode falar na hora do jogo do Santos.

Com uma voz trepidante de quem tenta esconder em vão uma paixão, ela continuava sua ode ao arremesso lateral por longos minutos do primeiro tempo. Eu me esquecera do jogo para ouvir aquela explicação estranha, mas sensual.

Enquanto eu botava a mesa do jantar, ela continuava a prosa: “Vocês homens vão direto ao ponto. Não querem usar as mãos. Esquecem o beijo no pescoço, o sussurro na nuca e outras caricias que não aparecem nos melhores momentos das mesas redondas de bar.

Perdem a oportunidade de mudar as regras impunemente. O lateral é a hora que pode pegar a bola com mão, mostrar carinho a ela. Demonstrar o que sente, o que leva vocês ao campo.”

Eu deixei o frango assado repousando na mesa enquanto o jogo passava e ela sentada assistia concentrada. Talvez seus olhos pequenos e sotaque sulista me convenceriam de qualquer coisa. Mas o gol do título nasceu de um lateral.

Passei a admirar o arremesso lateral como começo de tudo, de uma nova jogada, um novo amor, uma nova história. É aquele começo que não parte do principio, mas de um ponto qualquer entre o inicio e o fim. E só ela pôde me fazer perceber o tempo que eu perdia querendo que as coisas começassem do lugar exato.

Anúncios

2 Respostas to “Lateral”


  1. é muito bom o gosto disso:

    É aquele começo que não parte do principio, mas de um ponto qualquer entre o inicio e o fim. E só ela pôde me fazer perceber o tempo que eu perdia querendo que as coisas começassem do lugar exato.

  2. Renato Says:

    George, esse último parágrafo é fantástico. Me vi nele. Agora me vejo desconstruído nele. Adorei. Abraço,
    Renato


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: