Grid de largada

3 de abril de 2011

Eu comecei a escrever isto que pretende ser um texto com uma frase aleatória que envolvia hienas, o Lanterna Verde e teu abraço. Apaguei, mas digo que tenho pena de quem não encontrar uma relação entre essas palavras, será que nunca se apaixonaram?!

Na verdade, esse pensamento começou porque estou com cãimbra na perna e a parada brusca de movimento me fez pensar que foi assim também conosco: de repente parei com a insistência em relacionamentos que eu queria maquiar os problemas, amenizar… Mais velhos, mais descompromissados, mais neuróticos, mais incompreensíveis, mais infantis, mais, sempre mais! Então veio você com um copo na mão e um sorriso que não me convenceu. Fugi.

Uma sessão de músicas last year e não sei a que devemos nossa sorte, se à desinibição alcóolica da tua verdade insistente ou da minha jurisprudência, só sei que começamos torto e mais desengonçadamente impossível.

Então eu estava em teus braços e meus pés literalmente estavam fora do chão. As promessas que são esquecidas após a tríade banho-café-sono dessa vez estavam mais certas que muita procuração registrada em cartório por aí…

Falo ou não falo?! Digo ou não digo?! Fizemos melhor, chega de impossible Germanys, dessa vez é face to face e, desde o primeiro momento, não mais alone.

Sem diálogos ensaiados, sem medo de quem quer que seja, tudo é sentido de um jeito novo, nosso rodopio no meio da praça ou nosso beijo escondido por um caderno e este texto pára aqui, sem freio, sem fim propositalmente já que botafoguense é uma espécie supersticiosa que só vendo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: