Só o amor faz chover.

25 de março de 2011

Disseram-me que apenas o amor poderia fazer chover. Apenas o amor. Eu não entendia nada sobre amor. Pra mim era apenas mais uma palavra daquelas estranhas do dicionário. Nunca tinha dito ‘eu te amo’ a não ser nas aulas de Teatro.

Era tão facil viver longe desse sentimento. A única dor vinha das quedas nas brincadeiras. Quando quebrei a cabeça. Quando estraçalhei o tornozelo. Isso sim era dor de verdade e eu sabia exatamente de onde vinha. Quando o amor dói a gente não faz ideia de onde vem a dor, da razão exata porque estamos sentindo aquilo. Nada.

Lembranças tomam conta do nosso pensamento, assim, sem avisar. Atrapalha os estudos, os planos, a vida como ela é. Queria até descobrir onde fiquei tão passional assim. Se foi quando aprendi Italiano ou quando meu cachorro morreu envenenado. Deve haver alguma explicação.

De onde vem? Pra onde vai? E porque tem que atravessar sempre no meu caminho. Acho que paro demais na faixa de pedestres e deixo o amor cruzar a rua. Só pode. Manterei os vidros fechados e o arcondicionado ligado. Portas em automático e você não poderá entrar.

Mas você sempre acha um meio, uma fresta. E então tudo fica nublado e aquele pequena nuvem de chuva me persegue onde quer que eu vá. Encharcando minha vida e manchando meu corpo com você. Posso me lavar? Ou devo deixar você tomar conta de mim completamente?

Tá. Eu te amo. Satisfeita agora?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: