A figurinha premiada

4 de março de 2011

E daí que ela seja maluca? Não existe ninguém no mundo que esconda a sua própria loucura em caixas de bombons e balas de hortelã. Ela simplesmente grita o meu nome e diz: “eu te amo” no meio da rua. Na frente de todo mundo, ela não tem vergonha de dizer o que sente o que pensa o que quer fazer hoje a noite depois do Jornal Nacional.

E daí que ela mude de cabelo todo mês? Ela insiste em ser uma pessoa diferente a cada fase da lua. Acompanha o mundo astrológico como se fosse o quintal da sua casa. Vive sendo várias personagens em uma só mulher. Do que eu poderia reclamar? Não existem tédio nem rotina ao lado dessa mulher maluca.

E daí que ela goste de desenho japonês? Eu até me surpreendo com o tanto que ela saiba sobre a cultura japonesa. Até esboça algumas palavras num dialogo que eu nunca entendo sobre homens com alma de raposa e meninas que se vestem de planetas. Alguma coisa assim, mas eu gosto daquela sainha curta que ela usa quando inventa ser Sailor Moon ou algo parecido.

E daí que ela torça pro Corinthians? Uma mulher dessas tinha que ter algum defeito. Contanto que ela não me peça pra transar sobre uma colcha com aquele símbolo horroroso nem tente influenciar a escolha futebolística dos nossos filhos, por mim tanto faz. Eu a amo mesmo assim.

E daí que ela use aparelho? No primeiro dia, ela não queria sorrir pra mim. Dizia que estava muito feia. Que não era pra ser assim. Que seria bem mais fácil se os dentes voltassem ao lugar como um passe de mágica. Mas um dia, depois de alguns anos, isso acontecerá. E ela voltará a ter o sorriso mais belo da face da terra. Como sempre foi.

E daí que ela adore se mirar no espelho? Já diziam os mestres do mundo suburbano que a vaidade é o pecado preferido. O meu também. Advogado do diabo. Eu poderia dizer aqui todas as características dela que devem ser mostradas a qualquer espelho. Espelho, espelho meu. Mas eu prefiro deixar subentendido.

E daí que ela passa meia hora em cada vitrine? Compras e shopping centers. O maior pesadelo de qualquer homem. Horas e horas andando e analisando cada peça de roupa, sandália, bolsa ou vestuários em geral nos mínimos detalhes como se fosse a estilista da moda. Nessas horas que um celular de última geração faz muita falta, eu sei.

E daí que ela sempre bate nos meus óculos? Agora eu uso lentes de contato pra ir a show de rock. Não aguentava mais ter a angustia de ver meus óculos voando pra longe de mim a cada refrão mais alucinado que existia. Ela tinha a manha perfeita de enfiar o dedo entre meu olho e a lente e jogá-lo o mais longe possível. Não sei como a sorte os deixou sobreviver tanto tempo. Mas eu amava isso em você. Não mais.

E daí que ela não tenha os meus olhos? Ela sempre repetia até não mais poder que meus olhos eram tão bonitos e ela não tinha nada de interessante no olhar. Eu não ligo. Acho seus olhos negros tão lindos quanto a luz da lua que reflete no capô do meu carro. Você é o encontro do pôr-do-sol com o mar em chamas. Um olhar que busca dentro de mim as respostas que eu não consigo dar.

E daí que ela sempre fala demais? Ela fala por mim, por ela e pelo resto da mesa. Mas isso não tem nada a ver. Ela sabe o que está falando e isso é o que importa. Ela abre a porta com o sorriso metálico e começa a contar como foi seu dia, sua semana, seu mês, ano, vida e reencarnações. Eu aprendo a cada frase, cada linha, cada ponto paragrafo que ela dá pra encontrar respiração.

E daí que ela mude o canal da televisão? Sim. Ela tem a mania de mudar o canal exatamente quando está passando aquilo que eu queria ver. Mas a guerra continua, e o controle remoto agora é minha propriedade nessa vida. Ela pode me levar tudo que eu tenho menos o controle da televisão. Mas eu sou democrático e deixo ela escolher algumas coisas pra assistir.

Só queria dizer que nada disso importa. O que importa é o que ela faz ao meu coração. E que ela é a última figurinha do meu álbum.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: