Comida e sexo.

17 de dezembro de 2010

Ela repetia alto pra todo mundo ouvir que o sexo era como uma bem-casado, daqueles que a gente recebe de lembrança quando saímos de um casamento. Que deve ser aberto delicadamente retirando o laço com cuidado para que não se rasgue. Deve se pegar com leveza o bastante para que a forma não se desfaça. E a mordida deve ser lenta, saboreando cada pedaço como se fosse algo único.

Minha cabeça retrucava pra mim mesmo que essa mulher precisava fazer sexo de verdade. Sexo não tem nada a ver com sobremesa. É prato principal, como churrascaria rodízio. Você nunca sabe o que vai vir, em qual ordem virá e se será bem passado ou não. Aquela carne suculenta sendo degustada com um voracidade infernal. Não pode deixar passar nada, come-se como se fosse faltar comida pelos próximos 100 anos. Sem deixar se perder. Lambuzando os lábios, usando as mãos se possível. Saciado por completo, até demais. Pois, no sexo passar da conta um pouquinho nunca é demais.

Você também pode achar que o sexo é tira-gosto, apesar dessa definição inglória. Um potinho de amendoim. Daqueles que se chega com a mão cheia, se suja todo, deixa transbordar. É devorado, atacado sem pudor. Sem receios. Sem hesitação. Do jeito que se pensa, sem pensar. Sem raciocinar em que lugar estamos, pra onde vamos, e se comemos demais. Sem se importar com as mãos sujas, os dentes cheios de sobrar. Assim é o sexo. Feroz. Nunca sobremesa.

Afinal, a sobremesa vem depois do principal. Mas o sexo é o principal. O sexo é almoço, jantar, café da manhã na cama, assalto a geladeira de madrugada. É barulho, nunca o silêncio. É deixar o neandertahl caçar seu próprio alimento. É rosnar para os outros. É instinto, nunca razão. É o gozo mútuo depois de litros de suor. É o abraço depois do nirvana. Quebrar os instrumentos. É esgotamento. Encher a barriga. E depois de uma boa conversa, um sono bom.

E se você quiser uma sobremesa essa é a hora. Pensando bem, você pode pensar como o amor sendo a sobremesa. Ou não.

Anúncios

4 Respostas to “Comida e sexo.”

  1. Lu Says:

    Tu escreveu extamente o que eu penso, rsrsrs

  2. antitética Says:

    Gostei muito do texto, GD. :]

  3. Dricolina Says:

    Arrasou!
    Rock, rock, rock, baby! que bossa nova que nada!!

  4. amanda Says:

    eu não vou cansar de repetir: “perfeito”!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: