Caps Lock

9 de dezembro de 2010

Ele não a conhecia. Ela não o conhecia. Falavam por meio desses coisas de computador em que mensagens instantaneas são compartilhadas em tempo real. Meio redundante. Iriam se conhecer em breve. Ou não. A vida tem dessas coisas. E então de repente no meio de uma conversa sobre revistinhas em quadrinhos e camisas guti-gutis.

– Quando eu te ver DEVO te beijar?

– NÃO! Amor não é dever.

– Nem dívida?

– Nem.

– Então o que devo fazer?

– Você não aprende, não é?

– Não.

– Arrisque.

E então ele com seu metodo de auto destruição em cinco segundos iniciado começava a ter pesadelos com placas de carro desconhecidas e aparelhos de tortura. Sua auto estima atingindo o negativo, e sua mente confusa com a dúvida das letras em caps lock. E as frases coloridas que piscam no meio da tela do computador. Como uma música que ninguém conhece, ele repete pra si mesmo que vai conseguir.

Do outro lado, ela assobia sua música predileta pintando as unhas do pé com seu esmalte preferido. Pensando em como ele parece tão bobo com essa timidez fingida e esses olhos tão negros.

 

Anúncios

Uma resposta to “Caps Lock”

  1. antitetica Says:

    Como eu falei mais cedo, tu és muito malvado com teus personagens!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: