sempre tem um bobo…

2 de dezembro de 2010

Olhando de longe era uma bonequinha de pano como outra bonequinha qualquer daquelas que a vovó fazia pra netinha, mas de perto não se parecia nem um pouco com as outras bonequinhas abandonadas no porão. Ela era mais viva, mais inteligente, mais emotiva. Fora abandonada no porão com os outros brinquedos que não serviam mais. Ela tinha sua própria caixa brilhosa, mas ela queria se destacar. Queria organizar a vida do porão.

Tal qual uma ditadora ela reuniu todos os brinquedos e destacou tarefas pra cada um deles, um organograma cheio de funções, atributos e horários. Ela queria fazer daquela vida que foi imposta a eles, uma vida melhor. Há muito esquecera o que era o amor, há muito esquecera que alguém se importava com ela, já não queria mais ser enganada. Queria apenas organizar o mundo. Tarefa fácil, não é.

Escondia os seus remendos atrás de roupinhas da estação, era a única a usar o cabelo diferentes. Era um modelo especial. Queria liderar apenas para camuflar a sua insegurança perante os outros. Estava cansdada de ver a mundo passando ao largo, cansada de ser mais uma. Queria ser A UMA. Atrás de seus sonhos impossiveis, cavaleiros em cavalos brancos e sapatinhos de cristal.

Seu vestidinho branco, verde e azul era o mais belo do porão. Não tinha amigos, não contava segredos, não escolhia as noites de sexta-feira pra conhecer os comandos em ação. Tinha vergonha por não saber dançar, não frequentava as festas na casa da Barbie por isso. Preferia passar as noites lendo manuais de instruções e decorando cabos USB perdidos na caixa de ferramentas.

Ela também consertava os brinquedos quebrados, era mestra nisso. Era o mais próximo de uma cirurgiã que já tinha chegado. Queria ser importante, salvar vidas, ser notada por si própria, pelo mundo e pelo boneco do Rambo que não falava muito.

Jurara pra si mesmo não se importar, e melhor ainda não ligar pras coisas que não importam. Não ligar pro mundo ao redor. Sabia que controlar tudo aquilo, mesmo um porão pequeno e escuro era demais pra ela. Estressante. Sabia que um dia seu corpo de pano pediria descanso, mas ela não para. Não podia parar. O ócio trazia de volta a sua mente fantasmas do passado que a faziam se sentir péssima.

Pequenos problemas que descendo a montanha se tornavam uma gigantesca bola de neve, que ela sabidamente escondia debaixo do tapete. Onde ninguém poderia mais achar, afinal ninguém limpava aquele porão há milênios.

Ocorre que em toda história medieval que tem um reino, sempre aparece um forasteiro. Um bobo que resolve entrar na corte e bagunça o dia-a-dia perfeito. Esses tipos são pesadelos pras bonecas de pano perfeccionistas como ela. Mas, infelizmente, ela não expulsou o pobre tolo do seu reino, como fizera com tantos outros que tentaram bagunçar sua organização.

Ela se apaixonou pelo Bobo, com suas palavras suaves e seu ar de irresponsabilidade. Um pequeno poço de verdades que ela sabia que precisavam ser ditas, mas não as queria ouvir. Era alguém com quem conversar, alguém que não usaria suas palavras contra ela. Era a solução pra vida solitária que ela levava, uma vida que não levava a nada. Como um barco à deriva.

E ela queria se agarrar a qualquer bóia, e o Bobo era a bóia perfeita. A oportunidade de se salvar do naufragio…

 

 

Anúncios

3 Respostas to “sempre tem um bobo…”

  1. antitetica Says:

    A bonequinha conseguiu organizar o porão? E o que aconteceu com a bonequinha e o Bobo? A paixão pelo Bobo não faria ela esquecer da arrumação do porão? Geralmente esses bobos da corte são forasteiros, a bonequinha não podia apaixonar-se por ele!

  2. antitetica Says:

    E esses bonecos Rambo ou Ken são idiotas demais, com articulações diferentes da maleabilidade das bonequinhas de pano!

  3. antitetica Says:

    E ouvi boatos que as festas da Barbie são de uma chatice sem fim, bonequinhas de pano não se interessam por elas… Tomara que o Bobo tenha sido uma bóia! Bonequinhas de pano não sabem nadar…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: