A menina com a camisa do Motörhead

1 de dezembro de 2010

Eu lembro muito bem, era mais ou menos seis da tarde. Eu estava no terceiro andar de um shopping qualquer numa cidade qualquer lendo um livro qualquer sobre futebol e economia quando ela passou. Ela e sua camisa do Motorhead, seu cabelo muito preto e seu all-star vermelho. Sentou-se na mesa à minha frente e começou a ler Kafka, ou era Camus? Não me lembro muito bem. Aparentemente, era um livro que falava de alguém que de repente acordava e virava um inseto. Acho que tem uma música dos anos 80 com esse tema. Que clichê.

Então eu a observei, peguei o meu caderno e comecei a escrever um texto sobre ela. Sei lá, sabe aquelas inspirações repentinas, uma vontade incontrolável de expor idéias? Foi o que eu fiz, quando deu a hora de ir pra minha aula, destaquei a folha do caderno e entreguei o texto à ela. A timidez não deixou eu perguntar nem ao menos o nome dela. Que burro, dá zero pra ele. O texto dizia mais ou menos assim:

Enquanto eu perdia a minha concentração procurando tirar a sua, perdi apenas o ar e senti meu coração passar a bater mais acelerado. Nesses segundos minha cabeça fervilhou de tantas coisas bonitas que eu poderia te dizer, queria ter um jardim por perto pra te presentear com uma rosa claro que depois de tingir os espinhos de preto, que suponho ser sua cor favorita.

Eu poderia me fingir de intelectual e dizer que motorhead é uma gíria usada pelos americanos para o estado mental em que se fica quando se mistura anfetamina com barbitúricos, mas eu não. Poderia também contar uma história engraçada que faria você sorrir e desarmaria todo esse ar autoritario e dono de si que você tem, menina.

Aliás, eu nem sei quanto tempo tenho pra escrever esse texto. Você pode se levantar a qualquer segundo e então nunca lhe entregarei essa folha de papel, com um pedacinho do meu coração. Sim, pedacinho, porque esse negócio de paixão à primeira vista é muito superestimado, mas existe.

Estou indeciso, não sei como terminar isos. Estou escrevendo muito apressado. Talvez eu nunca mais a veja. Talvez você seja a mãe dos meus futuros filhos, tal qual aquela propaganda de banco que assisti ontem à noite. O meu tempo está acabando. Sei que serei apenas mais um dentre os tantos idiotas que tentaram falar com você, mas duvido que alguém tenha sido tão original em sua apresentação.

Sou só mais um cara legal. Talvez o último cara legal. Todos dizem isso, não é? Todos são iguais. É. Não sou diferente, não te prometeria felicidade eterna, nem um mar de rosas. Só poderia prometer sinceridade e emoções. Sim, emoções, como a canção do Roberto Carlos que você provavelmente sabe cantar, mas tem vergonha.

Deixando os blá blá blá de lado, eu só escrevi porque você me chamou a atenção e de vez em quando olha pra mim. Deve está pensando que sou um louco que fica olhando pra você várias vezes. Eu poderia até sorrir, brincar de flerte, mas não faz meu estilo e não tenho tempo pra isso. Gostei de você, admito.

“If you like to gamble, I tell you I’m your man.You win some, lose some, It’s all the same to me. The pleasure is to play, makes no difference what you say. I don’t share your greed, the only card I need is the ACE OF SPADES…”

Ps. Minha letra é realmente muito feia e provavelmente você não vai entender metado do que escrevi.
Atenciosamente,
George
………………….
* Eu nunca sei como terminar uma carta, sempre uso o atenciosamente, não sei porquê. Talvez você tenha uma palavra melhor pra me ajudar, não? *

ela era muito, muito parecida com essa...

Anúncios

3 Respostas to “A menina com a camisa do Motörhead”

  1. Jéssica Mendes Says:

    The pleasure is to play!

  2. Aline Says:

    Perfeito muito bom adoreiiiiiiiiiiiiiiiii

  3. Kamilla knd Says:

    Apaixonante!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: