Só “por quê”?

5 de novembro de 2010

Ele às vezes tem coisas que ninguém entende, eu estava lá tentando converter as diretrizes novas de hipertensão, meio dispersa nos meus trabalhos da faculdade, provas e professores com jeito de José Mayer. Ele vira e olha nos meus olhos com um sorriso maroto e pergunta:

– Por quê?

– Por que o quê?

– Só por quê!

– Porque a brisa sopra nessa direção

– Boa resposta

– Louco!

E então ele volta pra tela do computador escrevendo algum texto sobre alguma mulher imaginária que conheceu em um sonho bagunçado com crocodilos em Bagdá. Minhas amigas perguntam se não tenho ciúme dessas tantas, eu nem sei o que dizer. A vida dele é essa, escrever sobre mulheres e relacionamentos. Confio nesse jeito malemolentemente tímido que ele tem. Nos vários timbres de voz quando diz meu nome pedindo carinho e atenção.

Nesse passo já esqueci dos problemas de pressão das pessoas que um dia irei atender, esqueci do silêncio do quarto. Só observava aqueles olhinhos concentrados por trás do óculos engraçado. É engraçado essas coisas do coração. A gente fica até meio parecida com as pessoas que a gente gosta. Eu já trocara os poemas por prosa exatamente como ele fizera. Trocara o egoísmo de ser solitária pela compaixão de estar no meio dos outros.

Já cansei de ingratidão, e ele me ensinou que não precisa ser sempre assim. Que o mundo não é só uma roda gigante, é quase uma montanha russa e se você não se segurar direito pode acabar quebrando um dente ou algo pior. Fazer alguma coisa sem pedir em troca, alguma troca de favores, amores secretos e ele. Ali do meu lado como uma paixão que nunca pedi e apareceu assim de repente perguntando coisas sem sentido que no fim acabaram se juntando como um quebra-cabeças com a nossa foto.

– Ei, amor, tá na hora!

– Ixi, é mesmo. A aposta tá valendo!

– Claro que sim. Esse teu foguinho vai levar uma taca hoje. Neymar disse que fará pelo menos dois.

– Vamos ver, querido, vamos ver. Loco Abreu do meu coração nunca me decepciona.

(…e na Tv começa a passar Santos x Botafogo, a única hora que esses dois estavam em lados opostos do mundo…)

Anúncios

3 Respostas to “Só “por quê”?”

  1. Jéssica Says:

    “Foguinho” é tua cabeça, hunf! HAHAHA


  2. Muito bom,sincera admiração!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: