Vinte anos serão vinte anos, sempre.

20 de outubro de 2010

– Não dá. Assim não dá. – entrou no apartamento esbaforrido, indignado, repetindo aos gritos que não dava. Todos os olhos incredulos e espantados se voltaram a ele. Não deu nem a chance de ser perguntado.

– Como eu posso namorar alguém que não sabe quem era Ferris Bueller? Como alguém nunca ouviu falar de Curtindo a Vida Adoidado?

Tavinho tinha 28 anos, barba na cara e boa vontade eterna. Conhecera Jéssica semanas atrás numa festa de rock. Conversaram muito mesmo pra tentar se conhecer. Ela parecia bem madura, ele parecia bem infantil. Combinação perfeita. Ela queria curtir a vida, ele se apaixonar. E foi o que deu. Ele se apaixonou e surpreendentemente, ela também.

Só que surgem os problemas. Ela tem 19 anos. É da geração pós-Backstreet Boys. Tudo bem aguentar as garotas que na nossa epoca gostavam de BsB, Nsync e Hanson. Agora aturar a geração emo-colorida é dose. Às vezes imagino como o Marcelo Camelo aguenta a Mallu Magalhães, ossos do ofício. Ninguém entende o coração. Nem nunca vai entender.

– Calma, Tavinho, calma. É bom você comprar uma coleção de DVd’s e apresentá-la ao fim dos anos 80.

– Se fosse só isso era fácil. Ela me olha como um ET quando falo em Pogobol, Walk Machine e Comandos em ação. Ela simplesmente não conhece Thundercats, Ursinhos Gummy e os malditos Muppets. Como se conversa com uma mulher assim? Mulher não, menina!

E todo mundo começou a citar a sua melhor frase de comiseração e apoio. E nada adiantava, estava decidido. Sub-20 nunca mais.

Nisso, o Gustavo que até então estava calado saboreando a sua vodka com Fanta Laranja levanta, bate no ombro do Tavinho e diz:

– Vinte anos, sempre serão vinte anos. Não se esqueça disso, meu amigo.

Aposto que cada um dos outros 5 rapazes daquela sala entenderam de uma forma diferente aquela frase. Até hoje não sei se era um incentivo ou uma crítica. Gosto das garotas de vinte anos. Vitalidade, pseudo-inocencia, sorrisos e despreocupações são os pratos principais.

Resumindo: Tavinho e Jéssica continuam juntos, até quando eu não sei. Nós, amigos, fizemos uma grande lista de coisas que ela precisava conhecer. Ela sempre ávida por informação assimilou quase tudo, mas nem sempre de uma maneira boa. Afinal, assistir coisas de 20 anos atrás tendo 20 anos é complicado. Era tudo mais legal quando tínhamos entre 7 e 14.

Anúncios

Uma resposta to “Vinte anos serão vinte anos, sempre.”

  1. Jéssica Says:

    *teu emoticon*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: