Divagações de uma vida devagar

13 de julho de 2010

Ele acorda, já não precisa ir pro escritório, não precisa escovar os dentes, nem tomar um banho. Olha pro espelho como se fingisse se importar com a imagem ali refletida, nem chega a notar que precisa fazer a barba. As pontas de cigarro espalhadas pelo chão já não incomodam mais. Procura um pedaço de pizza na noite anterior e pronto, está feito o café da manhã.

Dá aquela tradicional olhada no porta-retrato de cabeceira. Uma linda mulher sorrindo que ele nem lembra mais como é isso. Sorriso? Felicidade? Amor?

Apenas se diverte passeando por sua solitária. Sabe de cor quantos passos precisa dar até a geladeira, quantos azulejos do banheiro pra cama. Seus pensamentos voam longe, acende outro cigarro e pega uma caneta. Escreve algumas palavras a esmo e então amassa e lixo. Já são quatro horas da tarde, mais de 30 bolinhas de papel no chão, seu corpo esquálido anseia por algum líquido. Uma cerveja aberta há dias é tudo que está ao alcance.

O telefone toca sem parar. Mas ele não esboça reação alguma, seu pensamento nublado só procura uma maneira de acabar com todo aquele sofrimento. Não tem forças nem pra chorar, as lágrimas evaporam antes mesmo de sair dos olhos. O alarme do seu som dispara tocando “Knocking on Heaven’s Door”, mas ele nem percebe. Conseguiu escrever três frases sem nexo em seu caderninho.

“…Mama, put my guns in the ground. I can’t shoot them anymore. That cold black cloud is comin’ down…”

* texto publicado originalmente no blog antigo no dia 02/03/09 *

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: