Nunca Mais Café.

21 de junho de 2010

Esse poema é pra minha seguidora do twitter que mais escreve o tal @gdinamite em seus tweets. This is for you.

Nunca Mais Café

(George Raposo)

Enquanto olho nos seus olhos
Que brilham mais que Las Vegas
Perdido em pensamentos pecaminosos
E você só me contando a vida

Seus dias, planos e problemas
E eu olhando pros seus lábios
Um garoto bobo.

Devagar demais, você pensa
Rápido demais na minha cabeça
Esqueça! Não pode ser mais
Pode ser nós dois e um beijo

Nunca mais café
Nunca mais praia no meio da semana
Nunca mais nós dois?

Como falar em nós
Se nunca estivemos juntos
A não ser em meus sonhos

Seu sorriso hipnotizador
Me traz essa felicidade inesperada
Você não para de falar
E eu não sei mais nada

Só queria um beijo pra começar
Poder mostrar pra você
Que o mundo pode ser melhor
Basta você querer.

Na hora do beijo o telefone toca
E nada mais acontece
Esquece o arco-íris não vai aparecer

Nunca mais cinema.
Nunca mais poemas de amor
Nunca mais nós dois?

Mas eu ainda digo. Pode ser

Basta você ligar e me dizer

Que eu vou correndo pra sua casa.


* O que é isso, George? Tu não era assim. Que tentativa barata de conquista. Acorda e vá lá *

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: